CÂMBIO

Retirada da caixa de câmbio do chassis
1. Soltar o óleo do câmbio e do diferencial.
2. Afrouxar as porcas das rodas, colocar o tensor das molas e soltar o
amortecedor em cima.
3. Levantar o carro com o macaco e colocá-lo sobre cavaletes, soltar
as porcas das rodas e retirar as rodas.
4. Soltar as sanfonas de borracha em ambos os lados do diferencial.
5. Soltar os terminais das barras de direção, soltar o pino do olho da
mola, abaixando o cubo o suficiente para retirar do diferencial a
extremidade da semi-árvore de transmissão, com a sanfona. Deve se
tomar o cuidado para não esticar demais o flexível de freio! Para evitar
isso, deve-se calçar o cubo com um bloco de madeira.
6. Soltar a alavanca de câmbio vertical e o cabo seletor horizontal,
retirar o cabo de massa da transmissão.
7. Soltar o cabo da roda livre, o cabo do velocímetro e os dois parafusos
que fixam o câmbio nos coxins traseiros.
8. Retirar o câmbio pela frente e por cima, tampando a seguir todos os
orifícios, a fim de evitar a entrada de pó.


SEQÜÊNCIA DE DESMONTAGEM DA CAIXA DE CÂMBIO DE BELCAR,
VEMAGUET E CAIÇARA ( COM 1o SINCRONIZADA )

1. Observar a carcaça ( previamente lavada e limpa ) não apresenta
vazamentos, trincas e outros defeitos.
2. prender a caixa de câmbio no cavalete e retirar a tampa traseira.
3. Com a presilha prender o pinhão e retirar a tampa do vigia.
4. Por meio do micrômetro, examinar a folga entre os dentes da coros e
do pinhão, que deve ser de 0,12 a 0,18mm.
5. Retirar a tampa maior da coroa e com a cinta auxiliar fixar os calços
no planetário, com o gancho especial retirar a coroa.
6. Retirar a tampa menor, também aqui com auxílio da cinta fixar os
calços, com o macete retirar o rolamento e a flange.
7. Retirar o sistema da alavancas da roda livre, com seu suporte e
bucha rosqueada.
8. Retirar o pinhão do veículo, examinar a folga axial do eixo principal,
que deve ser de 1,0 a 1,5mm.
9. Retirar o suporte do eixo principal, usando bucha especial.
10. Retirar o eixo principal e seus rolamentos.
11. Com Extrator especial retirar o miolo da roda livre e a trava da capa.
12. Verificar a altura do pinhão, usando tampas falsas, disco milimetrado
e seu eixo.
13. Retirar a tampa da caixa de mudanças, a junta, a mola e o clic da
ré.
14. Retirar os parafusos, travas dos garfos, eixos, garfos e a alavanca
seletora com sua mola, engatar duas marchas simultaneamente, MAS
NUNCA A 1o !
15. Retirar a porca ( rosca esquerda ) do pinhão e afrouxar a porca
estriada do eixo primário, com ferramenta especial.
16. Retirar a trava e com extrator especial, retirar o pinhão, o rolamento
e a engrenagem.
17. Retirar o tambor da roda livre com o extrator-colocador. Usar a
concha para retirar o rolamento.
18. Retirar a porca estriada e o conjunto de eixo primário.
19. Retirar o parafuso que trava a ré, retirar a engrenagem de ré.
20. Retirar os rolamentos traseiros do eixo primário e do secundário.


CAIXA DE MUDANÇAS DO CANDANGO
1 - Separar ferramentas comuns.
2 - Retirar a tampa da reduzida e fixar no cavalete.
3 - Retirar a tampa do vigia, instalar o micrômetro e seu suporte.
4 - Instalar a presilha na flange da saída de força de tampa traseira, a
fim de imobilizar o pinhão.
5 - Com as manipulas especiais, verificar a folga entre os dentes da
coroa e pinhão, deve ser de 0,12 a 0,18mm!
6 - Retirar as flanges das tampas do diferencial, os retentores só quando
devem ser trocados!
7 - Com a ferramenta especial, fixar a coroa no lugar, com dois
parafusos especiais, retirar a tampa maior do diferencial e seu
respectivo defletor de óleo.
8 - Com a mesma ferramenta especial retira-se a coroa, retirar também
a mangueira plástica e os niples.
9 - Retirar o defletor da tampa menor, a tampa menor e o seu
rolamento.
10 - Retirar o pinhão do velocímetro, a guia da alavanca seletora de
mudanças.
11 - Retirar o bujão do eixo da reduzida, colocar o pino extrator-
colocador do eixo da reduzida.
12 - Retirar o conjunto ( carretel ) de engrenagens da reduzida com os
rolamentos, o separador com as duas arruelas do encosto, retirar a
chapa protetora da reduzida.
13 - Observar a folga axial do eixo principal, que deve ser de 1,0 a
1,5mm.
14 - Retirar os parafusos do suporte do eixo principal. No caso de
substituir-se o retentor, sem desmontar a transmissão, usa-se um extrator
especial, usando a luva de proteção.
15 - No caso de desmontagem total, retira-se o suporte todo! Retirar o
eixo principal, o rolamento e a válvula retentora de óleo (esfera e
mola).
16 - Retirar a trava, a luva , a engrenagem secundária da reduzida e a
arruela de encosto ( na trava ).
17 - Com as ferramentas especiais ( disco milimetrado, de 65 a 68,
agulha de referência, tampas falsas, luvas e seu eixo ) verificar a altura
do pinhão.
18 - Retirar a tampa da caixa de mudanças, a junta, a mola, o
pescador de óleo e sua junta.
19 - Engatar duas marchas simultaneamente, mas nunca a 1o ( de
preferência a 4o e a marcha ré ).
20 - Retirar a arruela guia da saída de força ( da tampa traseira ), soltar
a porca, rosca esquerda, do pinhão e também a porca, a rosca direta,
do eixo primário, sua trava e o separador.
21- Retirar a tampa traseira.
22 - Cortar o arame-trava dos parafusos, travas dos garfos, retirar os
parafusos travas, retirar os eixos. Evitar que caia o anel limitador do eixo
da 1o e da 2o! O eixo da ré tem dois anéis limitadores maiores!
23 - Retirar a alavanca seletora, retirar os garfos seletores.
24 - Retirar a trava ( gigante ) do eixo secundário.
25 - Retirar o eixo secundário com seu rolamento, engrenagens,
empurrando-o.
26 - Retirar o rolamento traseiro do eixo secundário, com ferramenta
especial, retirar a trava e o rolamento dianteiro do eixo primário, com
concha especial.
27 - Retirar o rolamento traseiro do eixo primário, com ferramenta
especial e apoiando a outra extremidade do eixo.
28 - Retirar o parafuso de trava, e o eixo e a engrenagem da ré.
29 - Retirar a trava ( entre o sincronizado e a engrenagem da terceira )
e desmontar o conjunto.
OBSERVAÇÃO:
a) Na montagem deve-se ter o cuidado de colocar corretamente a
luva do sincronizado de terceira e quarta, com o seu lado maior voltado
para a engrenagem da quarta.
b) No eixo secundário o encaixe do garfo ( no sincronizado de 1o e 2o )
deve estar virado para os dentes do pinhão.
c) Na montagem dos eixos dos garfos, lembrar dos anéis limitadores
(vide item no 22 ).

 

Comentários 

 
0 #1 Hélder Gomes 22/01/2013 01:21
Meu Pai teve uma Vemaguete 63/65/67. Acabei de comprar uma Belcar 63 e uma 67
Citação
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Grupos

Grupo DKW.COM.BR
Participe do Grupo DKW.COM.BR
E-mail:
Visitar este grupo