Belcar

A Vemag lançou seu "carro de passageiros" ou "Grande DKW-Vemag" em 1958. Derivado da família F93 alemã da Auto Union, era um sedan de quatro portas com capacidade para seis pessoas. Seu motor, de três cilindros a dois tempos, tinha 900 cc.
Ele sofreu sua primeira mudança estética em 1961, com a eliminação dos quatro frisos traseiros sobre a tampa do porta-malas e o novo desenho dos pára-choques, com mais cromados, poleiros e garras duplas semelhantes às do Cadillac de meados da década de 1950 ou, como preferiam os brasileiros, semelhantes a “seios femininos”.
As calotas igualmente mudaram: deixaram de ser convexas, parecidas com as dos Volkswagen, para adotar um formato cônico com uma tampa metálica no centro, pintada de preto.
O motor melhorou, com sua cilindrada passando a 1000 cc. Foi o primeiro carro nacional submetido a um teste pela revista "Quatro Rodas", a mais importante do país até hoje.
A segunda série de 1961 incorporou um avanço interessante, coisa rara em carros de quatro portas até hoje: para permitir que os vidros traseiros abrissem inteiramente, o recorte das portas avançou pelos pára-lamas. Isso, além de melhorar a circulação de ar, também proporcionava mais espaço para os passageiros de trás entrarem no carro.
Foi nessa série que o carro passou a se chamar Belcar.
Nos modelos 1962 e 1963 pouca coisa mudou: em meados de 1962 saiu o emblema da DKW alemã da frente do capô, e entrou o DKW-Vemag estilizado, escrito por extenso. Os para-choques mantiveram seu desenho, tendo sido alterado, entretanto, seu sistema de montagem, agora dividido em várias peças menores; e em 1963 desapareceu o friso que dividia ao meio o capô do motor.
Em 1964, também pouca coisa mudou na 1ª série: apenas as calotas foram alteradas, passando ao modelo que perduraria até 1967, com o centro do cone decorado com o emblema da Vemag e um ressalto entre a borda e parte mais saliente. As rodas, igualmente, deixaram de ter apenas oito janelas de refrigeração dos freios e passaram a ter 12 janelas - modelo que, igualmente, seria usado até 1967.
Nas cores, os modelos "saia-e-blusa" deixaram de existir, exceto na versão “Luxo”, com pouquíssimas unidades vendidas, e apenas nas cores preta e branca.
A 2ª série do DKW 1964 passou a se chamar 1001, e a principal mudança foi no sentido de abertura das portas dianteiras, que deixaram de ser "suicidas" ou “deixavê”, como apelidou o brasileiro, abrindo para trás.
As maçanetas também foram modernizadas.
O modelo "saia-e-blusa" deixou definitivamente de existir.
 
Em 1965, a Vemag lançou o Belcar Rio, em homenagem ao quarto centenário da cidade do Rio de Janeiro. E os carros passaram a ser equipados com o sistema "Lubrimat", que dispensava a mistura óleo-gasolina direto no tanque. Um pequeno tanque de óleo foi instalado junto do motor e uma bomba fazia a mistura diretamente no carburador.
O Belcar Rio, assim como sua "fêmea" Vemaguet, teve nova mudança estética, agora na grade do radiador. Ela deixou de ser do tipo "colméia" e passou a ter janelas maiores, frisos horizontais cortados por quatro colunas verticais.
Foi também alterado o lado de descanso do limpador de para-brisa, terminando assim a área não limpa em frente ao motorista, prejudicando, porém, a visão do passageiro.
Em 1966, novas sinaleiras dianteiras e traseiras foram usadas.
Foi também mudado o volante, que passou a ser cônico.
A mudança mais importante em 1966, porém, foi a volta do diferencial mais longo, usado anteriormente até 1960, que possibilitava um rodar mais suave e silencioso, principalmente em estradas.
No seu último ano, o Belcar teve a frente totalmente reestilizada. O "67", como é conhecido pelos admiradores da marca, levava uma grade inteiriça de alumínio tomando toda a frente do carro, com quatro faróis. Na traseira, as lanternas deixaram o tradicional formato de "gota" e foram horizontalizadas. O sistema elétrico passou a ser de 12 volts com alternador.
Em julho de 1994, a revista "Quatro Rodas" testou dois DKWs, um 1959 e um Belcar 1967. Alguns dados do teste merecem ser citados. Veja abaixo:


TESTE DE DOIS DKWs PELA QUATRO RODAS FEITO EM 1993


Item DKW 1959 Belcar S 1967
Aceleração 0 a 100 km/h 31s3 35s5
Consumo a 60 km/h 12,5 km/l 12,6 km/l
Consumo a 80 km/h 12,5 km/l 12,1 km/l
Consumo a 100 km/h 10,8 km/l 9,1 km/l
Consumo a 120 km/h 6,85 km/l 8,3 km/l
Velocidade máxima 122,5 km/h 124,1 km/h
Espaço de frenagem 52 m (a 100 km/h) 47,8 m (a 100 km/h)
Na conclusão do teste, o jornalista Claudio Carsughi afirma:
"Muitas vezes lembram-se apenas as coisas boas do passado. É o que costuma acontecer em relação aos carros. O DKW-Vemag, por exemplo, é lembrado por muitos com saudade, com a imagem de carro rápido, de boa aceleração e desempenho satisfatório. Uma imagem esportiva que os bons resultados nas pistas ajudaram a consolidar.
"A realidade é bem diferente. Mas é natural que assim seja. Não se poderia admitir a passagem de um quarto de século sem que a tecnologia automobilística tivesse progredido."

Foram fabricados, pela Vemag, cerca de 52 mil unidades do Belcar entre 1958 e 1967.
 

Comentários 

 
-3 #9 luiz telles 23/03/2013 21:33
Hoje vi numa oficina um f93, 1955, preto lata bom estado com os frisos no capo trazeiro sem mecanica e bancos bom para restaurar 2 portas rato e belo modelo . nada batido.
Luiz telles 48.91510008
Citação
 
 
0 #8 miguel lopes 08/03/2013 09:37
tenho um fusca 69 otimo doc ok pneus ok motor ok lindoo quero trocar por dkv se souberem de alguma eu intereso obgada
Citação
 
 
0 #7 miguel lopes 08/03/2013 09:37
tenho um fusca 69 otimo doc ok pneus ok motor ok lindoo quero trocar por dkv se souberem de alguma eu intereso obgada
Citação
 
 
+1 #6 roobert 02/03/2012 23:59
Citando soares:
sou o soares e moro em Campinas ,este realisei meu sonho e comprei uma belcar 67, mas estou com dificuldade de mecanico, se alguem poder me ajudar eu agradeço

OI Soares,sou mecanico e tive oportunidade de mexer em motores DKW. Pode contar com minha ajuda 41 3275 3911 ricardo
Citação
 
 
0 #5 FernandoG.Santos 27/01/2012 22:08
Tenho uma miniatura de um Belcar,com os para-lamas cortados e rodas largas como os que corriam em interlagos em 1963/1965. Uma relíquia.
Citação
 
 
0 #4 pedro jorge 21/01/2012 22:28
amigos procuro os frisos do dkw belcar . alguem pode me ajudar.
Citação
 
 
0 #3 paulo sergio rodoval 23/10/2011 11:46
eu sou fa destes carros DKV 1.967
GOSTARIA MUITO EM PODER COMPRAR UM, PARA MIM
poderia me informar o preço de um
pois não precisa esta em forma pois se eu tiver eu a reformo ele. pode ate me ligar 034-9122-6135
Citação
 
 
0 #2 soares 11/02/2011 16:17
sou o soares e moro em Campinas ,este realisei meu sonho e comprei uma belcar 67, mas estou com dificuldade de mecanico, se alguem poder me ajudar eu agradeço
Citação
 
 
+2 #1 wagner de oliveira 09/08/2010 20:21
puxa vida,viagei no tempo,meu pai era taxista,e tinha em 67,um igualzinho a esse da foto,era 59 saia e blusa,em cima era branca e embaixo era verde amazonas,e a porta abria ao contrário,o bom da internet é isso companheiros;co mpartilharmos das coisas saudosistas,ten ho 48 anos,legal,meu velho já se foi,que saudade dos dois......
Citação
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Grupos

Grupo DKW.COM.BR
Participe do Grupo DKW.COM.BR
E-mail:
Visitar este grupo